sexta-feira, 20 de maio de 2022

Feira do livro usado

Decorre todos os dias no intervalo da manhã. Os preços são pequeninos e pretendem angariar verba para podermos adquirir livros novos para a Biblioteca. Contamos com a tua ajuda!




Dia do Autor português

Celebrou-se o Dia do Autor Português com as atividades para adivinhar o nome de escritores portugueses e as suas obras; com a exploração do texto “A grande fábrica de palavras” de Álvaro Magalhães; com a escrita de frases/história a partir de uma sequência de imagens.

Os trabalhos propostos visam valorizar o trabalho dos autores, motivar para a leitura e escrita e estimular a criatividade.

Dia Internacional das famílias

A BE recebeu algumas turmas e refletiu-se acerca do significado de família. Verificámos que não importa o tamanho ou a sua constituição pois são todas muito especiais. Verificámos os vários tipos de família e explorámos o conto "Cuida bem de mim" da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, que tem uma mensagem muito importante.

Book trailer da história

quinta-feira, 5 de maio de 2022

5 de maio - Dia da Língua portuguesa

 Na biblioteca escolar celebrámos esta data ao saber mais sobre a língua que falamos, com adivinha, anedota, revendo nomes de escritores de língua portuguesa de vários países, relembrando palavras estranhas e expressões idiomáticas engraçadas (que foram acrescentadas pelos alunos e docentes). Houve uma pequena exposição sobre o tema na parte exterior da B.E.







Curiosidades sobre a língua portuguesa 

A língua portuguesa, também designada português, é uma língua que deriva do latim, originada no galego-português falado no Reino da Galiza e no norte de Portugal. Com a criação do Reino de Portugal em 1139 e a expansão para o sul na sequência da Reconquista, deu-se a difusão da língua pelas terras conquistadas e mais tarde, com as descobertas portuguesas, para o Brasil, África e outras partes do mundo. O português foi usado, naquela época, não somente nas cidades conquistadas pelos portugueses, mas também por muitos governantes locais nos seus contatos com outros estrangeiros poderosos. Especialmente nessa altura a língua portuguesa também influenciou várias línguas.

Durante a Era dos Descobrimentos, marinheiros portugueses levaram o seu idioma para lugares distantes. A exploração foi seguida por tentativas de colonizar novas terras para o Império Português e, como resultado, o português dispersou-se pelo mundo.

Estima-se que o português terá surgido entre os séculos IX e XII. Tem, pois, mais de 800 anos.

Em 1290 foi decretado língua oficial do reino de Portugal pelo rei D. Dinis I.

Falado(a) em Nove países:

Os nove países que usam a língua portuguesa de forma oficial são: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. A cada cinco indivíduos que falam português no mundo, quatro são de origem brasileira.

Posição: 5.ª como língua nativa; 6.ª como língua nativa e segunda língua

Total de falantes: Nativa: 250 milhões; Total: 273 milhões

Palavras de origem árabe:

O português incorporou em seu dicionário palavras de diversas origens, dentre elas a árabe. Almofada, Café, Esmeralda, Garrafa, Mesquita, Papagaio, Tambor e Xerife são alguns exemplos.

A maior palavra

A maior palavra registrada da língua portuguesa é Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiotico, pessoas que sofre da doença Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose. São 46 letras.

O Dia Internacional da Língua Portuguesa é comemorado em 5 de maio. A data foi instituída em 2009, no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com o propósito de promover o sentido de comunidade e de pluralismo dos falantes do português. A comemoração propicia também a discussão de questões idiomáticas e culturais da lusofonia, promovendo a integração entre os povos desses nove países.

sexta-feira, 29 de abril de 2022

Autor do mês de maio - José Jorge Letria


  Biografia

José Jorge Letria. Ficcionista, mas também jornalista, poeta, dramaturgo. Nasceu em Cascais, em 1951, onde foi vereador da Cultura entre 1994 e 2002. Em 1992, foi agraciado com a medalha da International des Arts et des Lettres, de Paris, juntamente com os escritores Natália Correia e David Mourão-Ferreira, e, em 1997, foi condecorado pelo Presidente da República com a Ordem da Liberdade. Em novembro de 2009 recebeu o Prémio Manuel de Arriaga, instituído pela Sociedade Protetora dos Animais para distinguir personalidades individuais ou coletivas que se destaquem anualmente pelo seu contributo para a defesa e divulgação dos direitos dos animais. Em 2013 foram assinalados na Universidade de Coimbra os seus 40 anos de atividade literária com um colóquio e com a publicação da antologia Poesia Escolhida, editada pela Imprensa da Universidade de Coimbra.
Tem livros traduzidos em mais de uma dezena de idiomas e foi premiado em Portugal e no estrangeiro, destacando-se dois Grandes Prémios da APE, o Prémio Aula de Poesia de Barcelona, o Prémio Internacional UNESCO, o Prémio Eça de Queiroz – Município de Lisboa e o Prémio da Associação Paulista de Críticos de Arte. O essencial da sua obra poética encontra-se condensado nos dois volumes da antologia O Fantasma da Obra. Ao lado de nomes como José Afonso e Adriano Correia de Oliveira, foi um dos mais destacados cantores políticos portugueses, tendo sido agraciado, em 1997, com a Ordem da Liberdade. É mestre em Estudos da Paz e da Guerra nas Novas Relações Internacionais pela Universidade Autónoma de Lisboa e pós-graduado em Jornalismo Internacional.
Doutorou-se com distinção em Ciências da Comunicação no ISCTE, em Setembro de 2017. É presidente da Sociedade Portuguesa de Autores e do Comité Europeu de Sociedades de Autores da CISAC.
É coautor, com José Fanha, de várias antologias de poesia portuguesa.
Pai do ilustrador André Letria com quem realizou trabalhos em conjunto.


Títulos do autor

Para crianças e jovens, o autor fez as seguintes edições:

Mouschi, o gato de Anne Frank, Asa, ilustrações de Danuta Wojciechowska

Corpos Celestes, Texto, ilustrações de Sandra Abafa

O Abraço de Picasso, ilustrações de R. Carlos Rebelo da Silva, 1993

Olá, Brasil!, ilustrações de João Fazenda, 2000

A violência explicada aos jovens... e aos outros, ilustrações de João Fazenda, 2000

A Minha Primeira República, Dom Quixote, ilustrações de Afonso Cruz, 2009

Henriqueta, a Tartaruga de Darwin, Texto/Leya, ilustrações de Afonso Cruz, 2009

Galileu à Luz de uma Estrela, Texto/Leya, ilustrações de Afonso Cruz, 2009

O Dia em que o Homem Beijou a Lua, Portugália, ilustrações de Carla Nazareth, 2009

A Alfabeto dos Países, Oficina do Livro, Ilustrações de Afonso Cruz, 2009

Era Uma Vez um Rei Conquistador, Oficina do Livro, ilustrações de Afonso Cruz, 2009

Machado dos Santos-Herói da Rotunda, Texto/Leya, ilustrações de Afonso Cruz, 2010

Obras do escritor existentes na nossa Biblioteca Escolar:



quinta-feira, 28 de abril de 2022

Momento Toca a Ler +

Para assinalar o Dia Internacional da do Livro e dos Direitos de Autor na semana de 26 a 29 de Abril decorreu mais um momento da atividade "Toca a ler+" que pretende incentivar para a leitura e exploração de obras de uma forma lúdica.

Ilustração da obra "O elefante Zacarias" após a sua leitura - Turma 3ºG




















Leitura bilingue: português e ucraniano do livro «Quanto Vale a Amizade?» de Maria Lúcia Carvalhas  

terça-feira, 26 de abril de 2022

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor - 23 abril

Celebrámos a importância dos livros comemorando o dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.  

Na biblioteca escolar e visualizámos um vídeo sobre uma obra intitulada "Os livros são…". leu-se e interpretou-se a história "Afonso e o livro", de Luís filipe Cristóvão, que nos esclarece acerca das pessoas envolvidas e as etapas para se  efetuar um livro.

As turmas aprenderam num tutorial em Power Point intitulado " O Aprendiz de Investigador" a respeitar os direitos de autor, acerca dos autores e das partes constituintes dos livros.